‘A vacina na gravidez traz proteção para nós e nossos bebês’, diz mãe de quatro crianças

0
21

O surto de síndromes gripais no Amapá reforçou a importância das vacinas, especialmente para as crianças, que são as mais atingidas. A imunização tem um papel essencial para proteger os pequenos, inclusive nos primeiros dias de vida, por isso é importante que as futuras mamães cumpram o calendário previsto durante o pré-natal.

A Relita Mourão é mãe de quatro crianças e durante a gravidez fez questão de seguir todo o protocolo de vacinação.

“É muito importante se vacinar enquanto estamos grávidas, porque a proteção é para nós e nosso bebê, que recebe anticorpos e pode nascer mais forte. Acho que todas as mães devem ter consciência e se vacinar, para garantir que, caso pegue a doença, ela seja mais leve e o bebê não sofra tão novo com algo tão grave”, afirma a dona de casa.

Segundo a enfermeira da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS), Janaína Nunes, não há motivos para temer a vacinação durante a gravidez, uma vez que ela traz muitos benefícios e garantias de uma gestação saudável.

“Uma mãe protegida tem a possibilidade de proteger seu bebê, que ainda não possui anticorpos e acaba sendo mais vulnerável às doenças. Nesse momento de surto que vivemos, essa se torna mais uma forma de combate às doenças”, reforça.

O Sistema Único de Saúde (SUS) prevê três importantes imunizações no calendário da gestante: as vacinas contra a hepatite B e o vírus influenza, além da tríplice bacteriana dTpa. Todos esses imunizantes estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde dos 16 municípios do Amapá.

Entenda cada uma das vacinas do pré-natal

A vacina da hepatite B deve ser tomada pela mulher que não realizou a vacinação antes da gestação ou que não tenha completado o ciclo de três doses da vacina.

Já a tríplice bacteriana dTpa pode ser tomada a partir da 20ª semana de gestação. Esse imunizante protege contra a difteria, tétano e coqueluche e pode passar por via placentária e amamentação para o bebê, que tomará uma segunda dose com apenas dois meses de vida, ou seja, a imunização da mãe protegerá a criança nos primeiros dias de vida.

A vacina da gripe também pode ser tomada pela mãe em qualquer fase da gravidez em dose única. Ela é capaz de proteger contra os principais vírus da influenza.

Notícia retirada do portal do Governo do Amapá.
Link da matéria no portal do Governo do Amapá


Matéria de Rafaela Bittencourt
Fotos de Maksuel Martins/GEA

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here