Amapá recebe mais uma equipe da Força Nacional do SUS para enfrentamento a síndromes respiratórias

0
22

O Amapá recebeu nesta segunda-feira, 29, mais uma equipe da Força Nacional do SUS para atuar no enfrentamento do surto de síndromes respiratórias que atingem crianças e adultos no estado. O governador do Amapá, Clécio Luís, agradeceu o empenho e a disponibilidade em ajudar o estado.

“Essa equipe que chega ao estado, se une aos nossos profissionais do Amapá que são incansáveis e que diariamente estão empenhados em salvar vidas. Nossas equipes têm sido fundamentais, eles batalham todos os dias por cada paciente que chega aos hospitais”, destacou o governador.

Clécio Luís também fez uma avaliação das medidas adotadas pelo governo diante do surto e ressaltou a parceria do Ministério da Saúde, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Apesar das dificuldades, do ponto de vista das iniciativas, do engajamento de todos, das respostas, avalio que estamos enfrentando bem esse momento difícil de surto. Conseguimos aumentar a cobertura vacinal no estado inteiro. E a vinda das equipes para ajudar e atuar junto com os nossos profissionais, mostra que existe uma preocupação e um amparo do SUS para com o Amapá”, ressaltou o chefe do executivo estadual.

Os 15 profissionais entre médicos infectologistas e pediatras, enfermeiros e fisioterapeutas vão substituir a primeira equipe que chegou ao Amapá para reforçar o atendimento aos pacientes no Hospital da Criança e do Adolescente (HCA), Hospital da Mulher Mãe Luzia, Pronto Atendimento Infantil (PAI) e Hospital Estadual de Santana (HES).

É a segunda turma enviada ao Amapá desde que o Governo do Estado decretou situação de emergência em razão do surto. Para o assessor de gabinete do Departamento de Atenção Hospitalar, Domiciliar e Urgência da Secretaria de Atenção Especializada do Ministério da Saúde, Fausto Soriano, todos entenderam que a chegada da Força Nacional do SUS é para somar esforços junto às equipes amapaenses. Essa também é uma oportunidade de troca de experiências entre os profissionais.

“A gente sabe que um dos desafios de fazer gestão em saúde pública é justamente a questão organizacional de processos porque a gente lida o tempo inteiro com pessoas. Então nós estamos encontrando aqui processos muito bem estabelecidos que fazem toda a diferença. Assim como nós temos muito para contribuir com nossas experiências, também levaremos muitos ensinamentos daqui”, ressaltou Soriano.

A chegada dos profissionais faz parte das medidas adotadas para enfrentamento ao surto de síndromes respiratórias. Além disso, o Governo do Amapá abriu novos leitos, adquiriu respiradores e monitores de média e alta complexidade, comprou medicamentos e insumos.

Através de tratativas com o Governo Federal, o Amapá também recebeu 12 mil toneladas de oxigênio para abastecer 30 novos leitos do Hospital Universitário (HU).

Notícia retirada do portal do Governo do Amapá.
Link da matéria no portal do Governo do Amapá
Matéria de Worchiely Costa
Fotos de Netto Lacerda/GEA

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here