Detran divulga balanço de ações da campanha ‘Maio Amarelo’ no Amapá

0
22

Para conscientizar sobre segurança e boas práticas de condutores, pedestres e ciclistas, o Departamento Estadual de Trânsito do Amapá (Detran-AP) promoveu, como parte da campanha Maio Amarelo, várias ações educativas e de fiscalização ao longo do mês.

O tema deste ano foi “No trânsito, escolha a vida” e levou para os municípios do Amapá ações educativas para crianças e adolescentes nas escolas públicas, além de fiscalizações com equipes da Operação Lei Seca.

O trabalho foi desenvolvido pela equipe da Escola Pública de Trânsito (EPT), com apoio das polícias Militar (PM-AP) e Rodoviária Federal (PRF), Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans), além dos órgãos de trânsito municipais.

“O Detran seguirá intensificando as ações educativas, que aliadas ao trabalho de repressão às infrações, vão contribuir para melhorar de forma significativa o trânsito em todo o estado”, pontuou o diretor-presidente do Detran, Rorinaldo Gonçalves.

Ações nas escolas

Mais de 1,3 mil alunos foram alcançados com a campanha, por meio de palestras nas escolas estaduais, que trataram de forma lúdica diversos assuntos, como o uso de álcool e direção e a importância de usar o cinto de segurança.

Blitz educativa

Em pontos de grande circulação de condutores na capital, como a Praça do Coco, Mercado Central e rotatória do Araxá, foram realizados adesivaços e distribuição de panfletos, em conjunto com a fiscalização da Operação Lei Seca.

Números do Detran destacam cerca de 10 mil pessoas abordadas durante as blitze educativas, que também esteve nos municípios de Santana, Mazagão, Ferreira Gomes, Oiapoque e Laranjal do Jari.

O trabalho educativo da Escola Pública de Trânsito seguirá sendo cumprido durante o calendário de eventos públicos do Estado, em ações integradas com a fiscalização repressiva de trânsito.

Fiscalização

A Operação Lei Seca efetivou 14 barreiras de fiscalização na capital e nos municípios do Amapá, contabilizando mais de mil condutores abordados.

Destes condutores, sete foram autuados por dirigir sob influência de álcool, seis se recusaram ao teste do etilômetro, 16 foram flagrados dirigindo sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e uma pessoa foi encaminhada para a delegacia por desobediência e obstrução da via pública. Outras 43 infrações de trânsito foram registradas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here