‘Esse é o maior gesto de valorização do SUS dentro do Amapá’, diz presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde

0
28

“Esse é o maior gesto de valorização do SUS dentro do estado do Amapá nos últimos. Precisamos comemorar este momento de reforço e reconhecimento de trabalho”, destacou Marcel Menezes, presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems), nesta sexta-feira, 26, durante o repasse de R$ 2,7 milhões do Governo do Estado para a saúde dos 16 municípios.

Os valores irão para a assistência farmacêutica dos municípios e devem ser usados para aquisição de medicamentos e insumos, de acordo com a necessidade de cada município.

O governador do Amapá, Clécio Luís, destacou que o aporte financeiro será para combate ao surto de síndromes respiratórias que o estado enfrenta e para ações na atenção primária. 

“Esse recurso é fruto de muito trabalho e de uma força-tarefa dos municípios, Estado e do Governo Federal. Mas eu sei que é também o reconhecimento do trabalho dos profissionais que estão na ponta, muitas vezes sobrecarregados, fazendo o seu melhor para a saúde”, enfatizou o governador.

O recurso faz parte do pacote de medidas do Governo do Amapá da situação de emergência na saúde pública. Da região metropolitana, Macapá recebeu mais de R$ 900 mil, enquanto Santana ficou com cerca de R$ 330 mil, e Mazagão com mais de R$ 143 mil.

Para o presidente do Cosems, fazer campanha de vacinação no Norte não é fácil por todas as particularidades territoriais que o estado possui. E que neste momento o desafio é ainda maior.

“Temos municípios com mais de 200 comunidades, o deslocamento é difícil e ainda enfrentamos o negacionismo de muitos familiares. Então, temos o trabalho dobrado neste momento e comemoramos, pois qualquer recurso para vacina é investimento público na saúde”, frisou Marcel Menezes.

Dados apresentados pela Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS-AP) nesta sexta-feira, 26, apontam que em 13 dias, o estado saltou de 16% para 72,1% de cobertura vacinal do público prioritário.

As crianças, as mais afetadas pelo surto de síndromes respiratórias que o Amapá enfrenta, foram alvo da mobilização do Governo e municípios. De acordo com a SVS, 65,78% delas, com idade até 6 anos, receberam a vacina.

Notícia retirada do portal do Governo do Amapá.
Link da matéria no portal do Governo do Amapá
Matéria de Cássia Lima
Fotos de Gabriel Maciel/Sesa

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here