Governo do Amapá entrega dez toneladas de insumos para produtores em Tartarugalzinho

0
28

O cultivo da mandioca é uma das atividades mais tradicionais do Amapá, e que dá origem a diversos outros alimentos que fazem parte do cotidiano local, como a farinha produzida a partir deste tubérculo. Para ampliar e desenvolver a mandiocultura, o Governo do Amapá entregou no fim de semana dez toneladas de insumos agrícolas e 40 roçadeiras para 80 famílias produtoras do município de Tartarugalzinho. 

Os agricultores são dos assentamentos do Cedro, Bom Jesus, Janary e Nova Vida, e estão incluídos no Programa de Produção Integrada de Alimentos (PPI) para a safra 22/23. O investimento soma quase R$ 1 milhão, dividido entre quatro associações do município.

O produtor José Perpétuo planta mandioca há 20 anos em uma área de aproximadamente 1 hectare, na comunidade de Janary.  Ele conta que o incentivo por meio do PPI é fundamental para aquecer a produção.

“Para mim é valioso o incentivo do programa. Já plantei todas as manivas-sementes e agora, com os insumos, o nosso planejamento é que tenhamos uma produção com 30 toneladas de raiz”, explicou Perpétuo.

Para o presidente dos agricultores do assentamento Bom Jesus, Ronaldo Santos, os materiais chegam para ajudar, pois são ferramentas para os pequenos produtores adquirirem sozinhos. 

“Os insumos têm um valor muito elevado e o pequeno produtor não tem condições de comprar. Com o programa nos repassando, temos a oportunidade de fazer uma grande produção”, enfatizou Santos 

O secretário de Desenvolvimento Rural, Kelson Vaz, enfatizou o compromisso do Estado de seguir dando suporte para o produtor familiar gerar renda e levar alimentos regionais de qualidade para a mesa dos amapaenses.

“Conhecemos as dificuldades de quem está no campo, por isso sempre buscamos melhorias para o setor. Colocar para estes agricultores esses insumos, que são escassos na região e tem um preço elevado, ajudará a ter uma grande safra , disse o gestor.

PPI em Tartarugalzinho

Para a mandiocultura em Tartarugalzinho, a Secretaria de Desenvolvimento Rural prevê investimentos de R$ 2,4 mi, atendendo 200 famílias agricultoras.

O aporte no setor rural no município inclui, ainda, os arranjos de avicultura, suinocultura, piscicultura e manejo de açaí, que somam cerca de R$ 5,6 mi, beneficiando 305 produtores.

Notícia retirada do portal do Governo do Amapá.
Link da matéria no portal do Governo do Amapá
Matéria de Weverton Façanha
Fotos de Aog Rocha/GEA

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here