Inauguração de Museu Afro marca último dia de programação da 2ª Semana da África

0
23

A inauguração do Museu Afro-Amazônico Josefa Pereira Lau marcou o encerramento da II Semana da África no Amapá, nesta quinta-feira, 25. Ao longo do dia, a programação tem celebrações artísticas e culturais em homenagem à presença africana na ancestralidade amapaense.

A II Semana da África traz o tema o resgate da memória e é realizada pela Academia de Batuque e Marabaixo, com o apoio do Governo do Amapá. 

A diretora-presidente da Fundação Estadual de Promoção de Políticas de Igualdade Racial (Fundação Marabaixo), Josilana Santos, detalha que 74% da população do estado tem origem negra, por isso é essencial resgatar a ancestralidade. 

“Falar de Amapá é falar dessa africanidade, somos a Amazônia negra. O Governo do Estado vem fomentando e incentivando essas ações com debates, resgate e destaque da nossa cultura”, reforça Santos. 

A programação começou ainda pela manhã com apresentações de grupos como o Marabaixo das Cores, Batuque da Vila Queiroz de Mazagão, Marabaixo do Igarapé do Lago e Raízes da Favela.

Durante a noite, a festividade continua a partir das 19h com celebração Afro Festiva e apresentações culturais e artísticas no Centro de Cultura Negra do Amapá, no bairro do Laguinho.

Homenagem

O museu Josefa Pereira Lau fica no bairro Santa Rita, em Macapá, e será administrado pela Academia de Batuque e Marabaixo. É o primeiro espaço dedicado à cultura afro no estado. A curadoria das peças em exposição foi pensada através da presença negra na história amapaense. 

O nome do novo museu celebra a parteira Josefa Pereira Lau, conhecida como Zefinha, ícone da cultura negra do estado, marabaixeira e mãe. Ela morreu aos 92 anos, em Mazagão Velho, em 2019. Para a filha da homenageada, Inês Lau, o momento foi de reafirmação e reconhecimento.

“Minha mãe foi símbolo de força e resistência negra, desde sua trajetória da Vila Amazonas até se casar e vir para Mazagão Velho. Este é um momento muito importante para a nossa família, é histórico”, conta Inês.

O museu fica na Avenida Dr. Silas Salgado, 3586, bairro Santa Rita. A é responsável pela administração do espaço e trabalha na definição do horário e dias de funcionamento. 

Semana da África

A Lei nº 2.711 de 2022 foi sancionada no mesmo ano de aprovação e instituiu a Semana da África, sempre dos dias 19 a 25 de maio, com o objetivo promover atividades culturais, educacionais, econômicas e sociais sobre a história e a influência do continente no Amapá.

A Semana comemora o Dia da África, celebrado em 25 de maio e faz referência à criação da antiga Organização da Unidade Africana, hoje União Africana, em 25 de maio de 1063, na Etiópia.

No Amapá, o evento conta com o apoio de diversos parceiros, entre eles, o Governo do Estado, que cede espaços como a Universidade do Estado (Ueap), museus, praças e outros locais.

Notícia retirada do portal do Governo do Amapá.
Link da matéria no portal do Governo do Amapá


Matéria de Rafaela Bittencourt
Fotos de Gabriel Penha/Fundação Marabaixo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here