Nova Sala Sensorial do Creap reforça atendimentos de terapia ocupacional para crianças e adolescentes

0
24

A Sala de Integração Sensorial do Centro Reabilitação do Amapá (Creap) começou a funcionar nesta segunda-feira, 5. O novo espaço dá suporte para atendimentos de terapia ocupacional e fisioterapia para pacientes de até 17 anos com Transtorno do Espectro Autista (TEA), paralisia cerebral, Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), entre outras alterações intelectuais.

O ambiente conta com diversos espaços de estímulo sensorial e integração visual, tátil e auditiva e possui o maior e mais moderno espaço do Estado para essas especialidades, de acordo com o padrão estabelecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Com a Sala de Integração Social, a capacidade de atendimento aumenta de dois para três pacientes terapia ocupacional por hora. O local também pode receber mais pessoas que precisam de fisioterapia.

“Com certeza, vamos diminuir nossa fila de espera dessas especialidades, ofertando serviços de qualidade para a população”, enfatizou a diretora do Centro, Aline Ribeiro.

Para a terapeuta ocupacional Lorena Mendes, que atua no Creap desde 2012, o espaço possui um valor social inestimável para o sistema público de saúde do Amapá.

“Tem um valor social imensurável para famílias de baixa renda que poderão ter o melhor padrão do SUS”, destacou a profissional.

Parceria

A Sala de Integração é resultado de um projeto apresentado pelo Núcleo de Ensino e Pesquisa do Creap à Vara de Execução de Penas e Medidas Alternativas (Vepma) do Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap). A parceria resultou em um convênio para o espaço, com investimentos de R$ 120 mil da Vepma e Creap.

O chefe de secretaria e representante da Vepma, Danny Wadson, destacou que este é um momento de celebração e de resultados para a população.

“Essa verba da Vepma é de pagamento de medidas alternativas à justiça. Esse pagamento forma um fundo que é revertido para projetos sociais e instituições de serviço como o Creap e quem ganha é a população”, explicou Wadson.

Atendimento

Para ter acesso ao tratamento realizado pelo Centro, é preciso do encaminhamento de um médico especialista, e após isso, realizar o cadastro no prédio, que fica na Rua Tiradentes, 1597, no bairro Central.
Também é possível agendar o atendimento para as diversas especialidades pelo número 98421-7469 (whatsApp).

Notícia retirada do portal do Governo do Amapá.
Link da matéria no portal do Governo do Amapá
Matéria de Cássia Lima
Fotos de Maksuel Martins/Secom

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here