‘O projeto é importante para o futuro social e econômico’, diz empresária de Santana em debate do Plano Estadual de Segurança Pública

0
25

Santana possui um dos mais importantes portos do Amapá, que movimenta a economia do estado e do município. Pensando na proteção dessa cadeia produtiva e econômica, a presidente da Associação Comercial de Santana, Adelaide Feitosa fez questão de participar da audiência pública para elaboração do Plano Estadual de Segurança Pública e Defesa Social do Amapá, que aconteceu nesta quarta-feira, 31, no município.

“O planejamento desse projeto é importante para o futuro social e econômico de Santana, e isso pra nós é de uma importância grandiosa, pois para o comércio e a economia funcionar a população precisa estar protegida”, enfatizou a presidente.

O encontro faz parte da fase de diagnóstico do projeto, coordenado pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e desenvolvido pela Universidade Federal do Amapá (Unifap), que vai definir as metas e ações que serão executadas no setor até 2030.

Outros representantes de vários segmentos sociais que também estiveram no encontro expuseram as necessidades de cada um, com sugestões e críticas que serão estudadas para concretizar o Plano de Segurança, respeitando cada pedido da população.

Jaci Gonçalves, morador do bairro Aquavile, além da preocupação com o lugar onde vive relatou também como se sente como pai de uma criança de 12 anos, diante dos casos de violência registrados no município.

“A preocupação antes era em como sustentar um filho, hoje em dia é como protegê-los. Precisamos que as autoridades continuem nas escolas, levando orientação pra criança, pro jovem, para que não vejamos mais casos de violência dentro desse ambiente e fora dele”, disse Jaci, destacando a importância da participação policial nas escolas, pedido que seja um trabalho contínuo.

Representando uma das áreas mais populosas de Santana, Raimundo Santos, presidente do bairro Elesbão, enfatiza que participar dos debates é uma oportunidade de levar a voz da comunidade para ser ouvida pelas forças de segurança.

“Nosso bairro é portuário e hoje vim pedir por uma fiscalização maior, um patrulhamento marítimo, pois sabemos que muitos ilícitos chegam por meio do transporte fluvial e essa é uma das nossas mais preocupantes realidades”, exclamou Santos.

O secretário de Segurança, José Neto explicou que as audiências fazem parte da primeira fase da elaboração do Plano de Estadual de Segurança Pública e ouvir os relatos vai ajudar a pautar as metas e diretrizes para a atuação dos órgãos de defesa da sociedade nos próximos 7 anos de vigência deste estudo. 

“Esse é um dos momentos mais importantes, pois é quando a população mostra qual a visão que eles têm sobre a atuação dos órgãos de segurança pública, apresentando críticas, sugestões para que possamos fazer os diagnósticos dos problemas e ter a ciência de quais são os anseios, para que possamos traçar o plano estratégico e atender a todos”, garantiu o secretário. 

José Neto pontuou ainda que a previsão para a entrega do plano é para setembro deste ano e que este processo também é uma exigência do Ministério da Justiça para que o Amapá tenha acesso ao Fundo Nacional de Segurança Pública e, assim, possa avançar nas especificidades de cada município, com a ajuda de recursos federais.

Audiências Públicas
Com o término do debate desta quarta-feira, em Santana, 15 municípios já foram ouvidos pelos órgãos de Segurança do Amapá. O trabalho iniciou no dia 12 de abril em Mazagão e a última plenária está marcada para o dia 6 de junho em Macapá.

O projeto
O projeto do Plano Estadual de Segurança Pública e Defesa Social está sob responsabilidade da Unifap, por meio dos cursos de Administração, Direito e Jornalismo, através de um contrato entre o Governo do Amapá, por intermédio da Sejusp e Fundação de Pesquisa do Acre (Fundape).

Na finalização do projeto vão ser entregues três documentos: O Plano Estadual de Segurança Pública e Defesa Social, a Política de Segurança Pública e Defesa Social e o Planejamento Estratégico da Sejusp.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here