Profissionais da Força Nacional do SUS começam a ajudar no atendimento nos hospitais do Amapá neste sábado, 20

0
28

São médicos pediatras, enfermeiros e fisioterapeutas intensivistas de várias partes do país, que vieram reforçar as equipes que atuam no combate ao surto de síndromes respiratórias.

Profissionais da Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) começaram a ajudar no atendimento dos hospitais do Amapá neste sábado, 20. Eles vão auxiliar no controle do surto de síndromes gripais. Nove trabalhadores de oito estados do país já estão na capital amapaense e, ao longo do dia, mais cinco chegam para reforçar a equipe. A ação é resultado da parceria entre Governo do Amapá e Ministério da Saúde (MS) que, em conjunto, montaram uma força-tarefa para atuar nos hospitais.

Entre os profissionais, estão médicos pediatras, enfermeiros e fisioterapeutas intensivistas preparados para atender os casos de gripe, bronquiolite, covid-19 que atingem, sobretudo, as crianças de até 6 anos. Na sexta-feira, 19, representantes do MS se reuniram com o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (Coesp) do Governo do Estado para tratar sobre ações estratégicas a serem aplicadas nas unidades de saúde neste momento.

“Eles estarão distribuídos em três hospitais do estado, que são Maternidade Mãe Luzia, Hospital da Criança e do Adolescente e Hospital Estadual de Santana para atender a população neste período de emergência em saúde pública”, disse o assessor de gabinete da Secretaria de Atenção Especializada do MS, Fausto Soriano.

Desde que os profissionais chegaram, foi elaborado um diagnóstico sobre as síndromes gripais no Amapá. Com isso, a força-tarefa construiu um plano de ação estratégico e, em seguida, um processo de matriz de responsabilidade de todas as instituições envolvidas. Com a finalização da primeira etapa, as equipes estão com várias frentes abertas para conter o surto.

No encontro, representantes do Governo do Amapá apresentaram as ações emergenciais já realizadas para conter o surto, como ampliação de leitos hospitalares, aquisição de respiradores mecânicos e monitores e maior alcance da cobertura vacinal contra influenza.

“Foi uma reunião onde nós colocamos o que já foi feito e o que precisamos ainda fazer. Mas a nossa mensagem continua sendo: nós precisamos salvar vidas e vacinarmos as nossas crianças”, pontuou a secretária de Estado da Saúde, Silvana Vedovelli.

Assistência Social
Presente no encontro, a secretária de Estado da Assistência Social, Aline Gurgel, explicou que a pasta já iniciou nas unidades de saúde um trabalho para identificar situações de vulnerabilidade, como casos de famílias que vieram de outros municípios e não contam com o apoio de parentes.  

“O Governo do Estado vai disponibilizar kits de dignidade menstrual, kits para bebês com produtos de higiene pessoal, entre outros auxílios”, afirmou a gestora.

Também participaram do encontro secretários de saúde dos municípios, técnicos da Vigilância em Saúde e Fundação de Saúde.

Notícia retirada do portal do Governo do Amapá.
Link da matéria no portal do Governo do Amapá

Matéria de Worchiely Costa
Fotos de Márcia do Carmo/GEA

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here