Região Metropolitana receberá cerca de 50% dos recursos repassados pelo Governo do Amapá para ações de saúde

0
24

Juntos, os municípios de Macapá, Santana e Mazagão recebem mais de R$ 1,3 milhão em aportes financeiros destinados pelo Governo do Estado para auxiliar as 16 prefeituras no enfrentamento ao surto de síndromes gripais que atinge os amapaenses, sobretudo as crianças menores de 6 anos.

O valor destinado às três cidades, que compõem a Região Metropolitana de Macapá, representa cerca de 50% do subsídio de R$ 2,7 milhões distribuídos entre os municípios, de acordo com o índice populacional.

O suporte foi anunciado pelo governador Clécio Luís, nesta sexta-feira, 26, e vai auxiliar as prefeituras na aquisição de medicamentos, insumos, equipamentos de proteção individual e na contratação de profissionais.

Desde que o Governo do Amapá decretou a situação de emergência devido ao aumento de casos de síndromes respiratórias, em 13 de maio, o percentual de vacinação contra a gripe em todo o estado passou de 16% para 72,1%.

Para Clécio Luís, o momento é de reconhecer o trabalho envolvendo Estado e Municípios para ampliar a imunização da população.

“A resposta dos municípios foi rápida. Isso é resultado de um esforço coletivo. O recurso é para que eles reforcem a atuação na atenção básica, onde acontece a vacinação”, reforçou o governador.

O investimento faz parte do pacote de medidas do Governo do Estado para o enfrentamento da situação de emergência em saúde pública. Os recursos são de origem do Fundo Estadual de Saúde, na modalidade fundo a fundo.

Aplicação dos recursos
Macapá, que ocupa o 10º lugar no ranking de vacinação dos municípios, recebe a maior parte dos investimentos. A capital leva R$ 917 mil para o reforço na saúde.

Para o prefeito de Mazagão, Dudão Costa, o aporte financeiro representa a possibilidade de avançar na imunização contra o vírus Influenza. O Município trabalha para ampliar o percentual de 42,51% da população vacinada.

Em Mazagão, a logística é diferenciada, principalmente por conta do deslocamento às áreas ribeirinhas e rurais. O município é 14º no ranking de vacinação contra a gripe e recebe mais de R$ 143 mil, a maior parte destinada à atenção primária, cerca de R$ 134 mil.

“É uma sensibilidade com os municípios, onde os problemas acontecem. Este é um recurso que nos ajuda a ampliar a estrutura para alcançar os moradores, devido à dificuldade geográfica de distribuição”, explica o prefeito Dudão.

Em Santana, segundo município mais populoso do estado, o índice de cobertura vacinal contra a Influenza alcançou 63,47% da população, sendo a 9ª cidade no ranking de vacinação do estado. Entre o público infantil, o município avançou para 76,92%.

A cidade receberá mais de R$ 331 mil. O prefeito Bala Rocha, que esteve presente na reunião junto com a secretária de Saúde de Santana, Ithiara Madureira, reforçou a aplicação dos recursos neste momento de crise.

“Esse é um valor que chega no momento certo para continuarmos avançando, pois são crianças que estão adoecendo, sendo entubadas. Essa ajuda do Governo do Estado é o que nos ajuda a continuar salvando vidas”, afirma Bala.

Notícia retirada do portal do Governo do Amapá.
Link da matéria no portal do Governo do Amapá


Matéria de Rafaela Bittencourt
Fotos de Maksuel Martins e Márcia do Carmo/GEA

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here